sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

O grande educador dos novos revolucionários

Augusto Santos Silva é um dos maiores cromos da política portuguesa. O homem está visivelmente transtornado e de cada vez que abre a boca consegue dizer ainda mais disparates que na ocasião anterior. A sua mais recente intervenção, se é que não houve já outra porque a criatura intervém que se farta, é bem elucidativa da confusão que vai naquela cabeça.

Assegura o porta-voz do PS, ao melhor estilo de Vasco Gonçalves, que aquilo que realmente lhe dá gozo é malhar nos partidos reaccionários e de direita que são, na sua concepção da política portuguesa, o Partido Comunista e o Bloco de Esquerda. Mesmo tendo em conta que essas palavras foram proferidas depois do jantar, parece claro que o revolucionário Augusto está confuso. Ou então estamos perante um novo grande educador. Não da classe operária, que essa há muito que está no desemprego, na pré reforma ou emigrou, mas de uma nova vaga de revolucionários que têm Sócrates como o grande timoneiro.

2 comentários:

  1. Duas Karas10:33 da manhã

    Concordo Plenamente... esse senhor Silva causa-me nauseas...

    ResponderEliminar
  2. Já não há paciência! A carta de Henrique Neto é demolidora em relação a ele! Mas numa coisa tem razão: do ponto de vista político é, sem dúvida, um pigmeu.

    ResponderEliminar