quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

O homem do bloco

Na posse do seu inseparável bloco é visto com regular e preocupante frequência nos locais e horários mais improváveis.

Ao certo ninguém sabe o que aponta nem as notas que toma. E, ainda menos, para que servem. São poucos os que sabem o que faz. Desenvolve iniciativas garantem alguns. Promove sinergias juram outros. Os mais brincalhões asseguram que compra tudo feito.

Sabe-se contudo que, seja lá o que for, o faz correndo riscos. Daqueles que fazem perigar a integridade física. Principalmente a sua. Há quem garanta que o nosso homem teve mesmo de efectuar já uma ou duas retiradas estratégicas. Tudo alegadamente, claro.

Certezas apenas que não é de esquerda. Nem consta que escreva em qualquer jornal.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

sábado, 22 de dezembro de 2007

Porcos dos currais

Os moradores da Urbanização dos Currais por acharem esta designação pouco conveniente para o local onde moram, resolveram alterá-lo para Urbanização das Oliveiras. No entanto os hábitos de alguns, e sublinho alguns, parece muito mais consentâneo com a primitiva toponímia. E esta minha afirmação baseia-se no facto dos moradores que tem cães não terem com eles os cuidados necessários para evitar que os seus bichinhos de estimação vão poluir as ruas dos bairros vizinhos. O canito da foto é "morador" na urbanização acima mencionada e é um frequentador-cagador assíduo das ruas à volta. Será que os seus donos acham este procedimento correcto? Não acham que estão a violar nenhuma lei ao permitir que o seu amiguinho ande por aí à solta? Não acham que a calçada da nossa rua é demasiado bonita para ser conspurcada pela vossa merda?

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Num pinheiro perto de si...ou de mim.

Foto obtida ontem
Este bicharoco dá pelo nome de Thaumetophea pityocampa. É vulgarmente conhecida como lagarta do pinheiro ou processionária, se bem que este último nome me soe a algo depreciativo e vamos portanto ignorá-lo. Até porque não somos dessas coisas. O certo é que se trata de uma praga com efeitos altamente prejudiciais em pessoas e animais, bem como nos próprios pinheiros para os quais constitui uma das mais destrutivas ameaças. Nos humanos causa irritações na pele, olhos e aparelho respiratório, estando as crianças mais expostas a estes perigos dada a sua natural curiosidade e inconsciência do perigo que podem correr ao tocar-lhes.

domingo, 16 de dezembro de 2007

Os zzzz pelos ssss

Este local terá sido em tempos uma das entradas da cidade. Hoje é apenas mais uma uma rua do centro da urbe, desertificada e com casas degradadas como é infelizmente normal encontrar na malha urbana de todas as cidades. Sucessivas leis do arrendamento e uma politica urbanística que privilegia a construção nas periferias, em detrimento da recuperação do centro histórico, a isso tem conduzido. Felizmente perspectiva-se que, pelo menos a médio prazo, toda esta zona possa vir a ganhar uma nova vida. Mantendo a placa, espero.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Casinha à borla

Muitos municípios, no âmbito das atribuições que lhes estão cometidas, investem parte significativa dos seus recursos na construção de habitação para os estratos mais desfavorecidos da população. Ou pelos menos para os entendidos como tal. Nomeadamente imigrantes e minorias étnicas.

Por norma a coisa até resulta em alguns concelhos. Por um lado as minorias têm alguma expressão, leia-se peso eleitoral, e por outro em virtude de se ter tornado um hábito, o restante eleitorado encara com naturalidade que seja oferecida, ou quase, uma casinha a esses segmentos da população.

Noutros locais não é, nem será assim. Estou mesmo em crer que o realojamento de famílias, por causa da demolição de bairros clandestinos e degradados, tem tido e terá no futuro, um peso significativo nos resultados eleitorais autárquicos. Pela negativa.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

O mercado do futuro

A antevisão do que poderá vir a ser o mercado de Estremoz, pode ser vista aqui. Precisamente aqui. Vá e depois digam que não há novidades!

domingo, 9 de dezembro de 2007

Resultados porreiros, pá!

Concluída que está a primeira sondagem "Kruzes Kanhoto" é tempo de analisar os resultados. Em primeiro lugar a participação. Verificaram-se onze votos, o que significa que todos os leitores do blog participaram. Ou seja uma fantástica participação de 100%!!!!! Quanto aos resultados. Nove dos votantes considerou a "Cozinha dos Ganhões" um acontecimento porreiro, pá! O que sem dúvida é um resultado porreiro, pá. Apenas um único leitor considerou a edição de este ano "como as demais". O que também não deixa de ser porreiro, pá! Para um outro leitor esta foi a melhor edição de sempre do certame. Ainda bem que acha isso! É genialmente porreiro, pá!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Mitos e realidades

A fama, seja de uma pessoa, instituição ou empresa, nem sempre é proporcional às suas qualidades, ou à qualidade do serviço que presta. Muitas vezes o estrelato é mesmo atingido sem que se descortinem as suas razões e nem sempre os motivos que nos levam a considerar alguém bom naquilo que faz são muito lógicos. Não obstante a opinião das maiorias, há sempre alguém que pensa de maneira diferente e, vá lá saber-se porquê, não vê motivos para tanta notoriedade. É o caso do autor deste post. Um blogger que recentemente visitou Estremoz.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Às escuras

Desta vez foi um dos projectores que ilumina(va) as Portas dos Currais o alvo da ira da vadiagem. Lamentavelmente não consta que a besta que cometeu este acto de vandalismo tenha tido sido electrocutada.

domingo, 2 de dezembro de 2007

A sondagem

Este é um blog como os restantes blogs de Estremoz. Ruim, portanto. Assim sendo, tal como os outros, também tinha que ter uma sondagem. O objectivo é saber a opinião dos nossos visitantes acerca da Cozinha dos Ganhões. Podem responder à vontade porque os resultados não interessam a ninguém.

sábado, 1 de dezembro de 2007

Estacionamento tuga

Apesar do Rossio Marquês de Pombal, em Estremoz, ser uma das maiores praças do país, ainda assim é pequena para alguns artistas do estacionamento, para quem os dez centímetros de altura do lancil não são suficientes para retirar o prazer de estacionar na relva.

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Os pilha-galinhas e os outros

Ao contrário de outras localidades, Estremoz não apresenta ainda problemas sérios de criminalidade. À excepção de alguns conhecidos "pilha-galinhas", indivíduos cuja propensão para cobiçar os bens alheios parece ser uma partida da genética, não existem por cá meliantes em quantidade, nem qualidade, para fazer desta terra um lugar inseguro. Não obstante este estado de coisas, começam a ser preocupantes alguns comportamentos de um certo grupo de cidadãos. E chamemos-lhe assim para não ferir susceptibilidades, porque ser cidadão pressupõe respeitar as regras da cidadania. Coisa que os seres em causa nem desconfiam o que seja. Vá lá saber-se porquê, o aglomerado de pessoas em espaço fechado parece provocar nessas criaturas o estranho desejo de embirrar com quem lhes está mais próximo e encontrar um pretexto para provocar conflitos. E estes, os conflitos, podem ter resultados muito mais trágicos do que a fuga de umas quantas galinhas da capoeira de uma qualquer vizinha.

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Algures a nascente

Noticias recentes, ou pelo menos recentemente divulgadas, dão-nos conta que, no segundo semestre de 2008, será lançado o concurso para o novo traçado do IP2, entre o nó de Gardete, na A-23, e a A-6. A fazer fé naquilo que foi divulgado, vão ser cerca de cem quilómetros de via que irão entroncar com a A6 a nascente de Estremoz. Não se sabe - pelo menos eu não sei - "quanto" a nascente. Mas de certeza que será entre Estremoz e Elvas...

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

O tgv não passa aqui...

Foi recentemente publicado no Diário da Republica o Decreto nº 25/2007, que estabelece diversas medidas preventivas nas áreas abrangidas pelo traçado preliminar da ligação Lisboa-Madrid. E, felizmente, o traçado do comboio de alta velocidade passa longe, o que constitui uma excelente noticia para o concelho de Estremoz.
Tudo indica que, para chegar à estação a construir na zona do Caia, a linha atravessará os concelhos de Redondo e Alandroal, passando perto de Juromenha e seguindo daí numa linha praticamente paralela ao rio Guadiana até à dita estação.
Isto, claro, se os "Al Gores" alentejanos estiverem de acordo...

sábado, 24 de novembro de 2007

Vândalos no parque

Cerca de um mês depois da sua inauguração o parque infantil, patrocinado pelo "Modelo", junto às Portas de Santa Catarina apresenta já evidentes sinais de degradação, fruto do vandalismo de que tem sido alvo. Desconheço que tipo de patologia leva alguém a destruir estes equipamentos, aparentemente inofensivos, e explicações que relacionem actos de vandalismo a situações de marginalidade associadas a carências sócio-económicas, desprezo-as profundamente. Preocupa-me, isso sim, que quem perpetra estes atentados contra o bem público tenha os mesmo direitos que o cidadão comum. Quando não mais.

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Noticias desinformativas

Um blog não é necessariamente um espaço noticioso. Até pode ser, como este, desinformativo. Quem por cá passa está por sua conta e risco e acreditar nas patranhas que o autor aqui escreve fica ao critério de cada um. Tal como diz o lema deste sitio, publico aqui as minhas "opiniões irrelevantes e nem sempre fundamentadas". Até me apetecer.

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Pergunta irrelevante do dia

Porque será que quando chove - e consequentemente o volume de trânsito é maior - não há policia nos cruzamentos da Escola Secundária e Centro de Saúde, ao contrário do que acontece em todos os outros dias?

domingo, 18 de novembro de 2007

Cavernícolas vandâlos e/ou friorentos

Seja por acidente ou consequência de um acto de vandalismo, não deixa de ser preocupante a inusitada frequência com que o equipamento urbano é destruído. Quanto às causas "acidentais" são os contentores, nesta época do ano, as principais vitimas da negligência dos habitantes de Estremoz. A maior parte ardem em bairros residenciais, de moradias novas, quase todas dotadas de lareira ou outro equipamento de aquecimento do género e é, sem dúvida, um indicador da qualidade de vida de quem lá mora. Pena que a consciência cívica não esteja ao mesmo nível, permitindo que continuemos a assistir a actos negligentes que resultam na destruição do património público. Logo de TODOS. Para alguns uma caverna seria habitação mais apropriada.

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

A inveja

A inveja, para além de ser um pecado mortal para os que acreditam nessas coisas, é lixada. Pode também ser conhecida como dor de cotovelo ou, até mesmo e nos casos mais graves, como dor de corno. Pode ainda ser irónica quando as consequências do acto de invejar revertem a favor do invejado, ou da coisa invejada.

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

"Ervaslight"

Alguma blogosfera local parece ter descoberto, assim de repente, um novo filão. Algo como a galinha dos ovos de ouro ou o "blog" no fim do arco iris. Estão enganados. Nada se consegue sem trabalho, muito trabalho, e não é por incluirem dezenas de anúncios que vão ficar ricos. Se um dia, daqui por muitos anos, conseguirem receber um cheque, já vão com muita sorte. Ah, e não se esqueçam que o dolar está em queda livre valendo hoje, sensivelmente, 1,45€. O melhor é ir vender Herbalife. Sou eu que vos digo!

terça-feira, 13 de novembro de 2007

A oração, a missa e a sesta.

Sabe-se que, mesmo quando trabalham nos paises ocidentais, os muçulmanos interrompem a laboração várias vezes ao longo do dia para as suas orações. De rabo para o ar e virados para Meca, como também se sabe. A moda parece estar agora a chegar ao cristianismo. De tal forma que parece haver cristãos que tiram algum tempo do seu dia de trabalho para assistir, ou "fazer" como agora se diz a propósito de tudo, uma missinha. Cá por mim acho muito bem. Tal como se pretende institucionalizar um período para a sesta, coisa que segundo dizem revigora o corpo apesar de deixar na boca um sabor a papéis de música, porque não reservar também um tempinho para as coisas do espirito?

domingo, 11 de novembro de 2007

A invasão

A invasão dos consumidores à nova superficie comercial recém inaugurada não parece dar sinais de abrandar. A luta por um lugar no parque de estacionamento ganha por vezes contornos surreais, daí que o cuidado na maneira como se estaciona o tugamóbil seja praticamente nulo. Mas isso não interessa nada, o importante é chegar ao "shopping" e comprar, comprar, comprar...

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Opções e consequências

Quando, entre os comerciantes da cidade, se ouvem algumas criticas á abertura de uma grande superficie comercial, e á possivel instalação de mais umas quantas, é de estranhar que seja o distrito de Évora um dos distritos que apresenta, a nível nacional, a menor adesão ao Sistema de Incentivos a Projectos de Modernização do Comércio. No caso de Estremoz não terá havido mesmo qualquer candidatura a este Programa, que visa apoiar o pequeno comércio. São opções que, num futuro não muito distante, irão ter consequências que não parecem muito dificeis de adivinhar.

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

RIP(II)

Na sequência do post anterior, lamenta-se a prolongada ausência de um blog de referência na região. O vizinho Restaurador da indepedência, de Vila Viçosa. Espera-se que o seu desaparecimento seja transitório e que em breve regresse à actividade porque os seus posts fazem falta à blogosfera alentejana.

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

RIP

Como de outras vezes já escrevemos os blogs nascem em Estremoz

Como de outras vezes já escrevi, os blogs nascem em Estremoz como cogumelos e desaparecem quase à mesma velocidade. É certo que o timing da sua existência, ou actualizações, é da inteira responsabilidade/vontade dos respectivos editores, que disso não tem de prestar contas a ninguém.

Antes que alguém, como o outro do aldeola, diga que sou xenófobo, racista ou, até mesmo me tente insultar, lembro que não tenho nada a ver com isso e, se trago este tema à colação, é apenas porque vejo sempre com alguma pena o desaparecimento de blogs que prometem uma boa polémica.

domingo, 4 de novembro de 2007

Romaria modelo

O supermercado Modelo, que recentemente abriu em Estremoz, tem sido motivo de romaria de multidões imbuídas de um espírito consumista como há muito se não via por estas paragens. O que é justificável pelo enorme investimento publicitário que foi feito na sua promoção, pela novidade da coisa e, digo eu, por ser a maior superfície comercial da região. O espaço está todo jeitoso, dá mesmo vontade de gastar uns euros, mas no entanto a musiquinha que passa no sistema de som do estabelecimento é demasiado repetitiva. Monótona até mesmo. Não ficava nada mal algo deste género: "Eu vi um ciganinho... às quatro da madrugada...levando lindas coisinhas...para a sua avó anafada!". Aqui e aqui há mais alarvidades!

sábado, 3 de novembro de 2007

Sanear é preciso

Os portugueses vão, dentro de algum tempo, ter mais um aumento. De preços claro. O governo tem um Plano, estratégico como convém, que vai levar a um fortíssimo aumento da taxa de saneamento que, mensalmente, todos os consumidores pagam. A lógica da coisa é a seguinte. Cerca de 90% da água consumida numa residência vai, depois de utilizada, para a rede de saneamento básico e é posteriormente tratada. O que acarreta custos, como não é difícil calcular. Mais fácil ainda é adivinhar quem os vai pagar...e a um euro por metro cúbico, segundo o mesmo Plano! Por este preço o melhor mesmo será começar a cagar no passeio e a mijar no poste para poupar nas descargas do autoclismo.

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Dá muito trabalho arranjar um "nick"?!

Anda um idiota a espalhar comentários (ab)usando do pseudónimo KRUZES KANHOTO. Tal como neste blog não aceito discussões sobre politica local, como é óbvio, também não comento a politica dos concelhos vizinhos nos blogues das respectivas terras. Até porque não a conheço, nem é coisa que me interesse.

Iguinorantes!

Talvez o novo Estatuto do Aluno possa contribuir para diminuir os preocupantes níveis de "iguinorância" com que nos deparamos a cada esquina e, mesmo que continuem a sujar as paredes, que o façam em bom português.

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Dia Mundial da Poupança

"Uma boa reforma da administração pública pode contribuir para gerar poupanças, por exemplo através da definição de objectivos, da redução de despesa e da eliminação de duplicações de procedimentos inúteis". A afirmação pertence, segundo a "Lusa", citada pela "Agência Financeira" a José Tavares, director-geral do Tribunal de Contas, que se pronunciava a propósito do Dia Mundial da Poupança que hoje se comemora. Portanto, vá lá, a partir de agora não dupliquem. Façam um procedimento inútil apenas uma vez.

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

O comentador desgraçado

Salvo raras excepções, todos os que tem um blogue gostam de receber comentários e de ter bastantes visitas. Até mesmo daqueles que sob a capa de uma pretensa superioridade cultural - apenas reconhecida por eles e desprezada pelos outros - questionam e desvalorizam as opiniões do autor. Foi o caso de um desgraçado que, coitado, perdeu alguns minutos do seu tempo a escrever 12 (doze!!!!) linhas de um comentário tão jeitoso acerca de um post anterior. Seria uma falta de respeito imperdoável não publicar o texto da criatura que, diga-se, está quase tão mal escrito como a maior parte dos posts deste blogue. Talvez tenha sido isso que me tenha feito gostar do comentário. Gostei tanto, mas tanto, que o vou publicar. Um destes dias, claro. É que também gosto de ter visitas e, quase de certeza, ele vai cá voltar para se certificar se o comentário já foi publicado.

sábado, 27 de outubro de 2007

Audiências

A visibilidade dos blogs alojados no Sapo é algo que me surpreende. A primeira versão do Kruzes Kanhoto, apesar de raramente actualizada tem muito mais visitas que as outras duas versões em conjunto. Também nas pesquisas nos diversos motores de busca aparece com um número bastante superior de resultados, nomeadamente em pesquisa de imagens. Deste facto resulta uma conclusão óbvia. Quanto menos escrevo mais os leitores gostam.

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Vernissage

Vá lá saber-se porquê, uma distinta e honorabilissima organização de caracter social e humanitário insiste em convidar-me para as suas "vernissages". Logo a mim. Um gajo sem cultura geral, que só lê "A Bola" e, mesmo assim, apenas quando o Benfica ganha. É por isso que, apesar da gentileza do convite, vou continuar a dignificar as vernissages com a minha ausência.

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

A fome presente e a fartura futura

Afinal, ao contrário do que chegou a ser noticiado por alguma comunicação social, o orçamento de Estado para 2008 não contempla para as populações do interior uma redução de impostos, nomeadamente em sede de irs. O documento apenas prevê que tal redução se aplique ao irc, que baixa para 15% ou 10% consoante se trate de empresas já existentes ou que se venham a instalar no Portugal profundo. É claro que esta medida é, em termos orçamentais, perfeitamente inócua. Baixar a taxa de um imposto que ninguém paga não traz às finanças públicas grande prejuízo. Argumenta o governo que não há margem de manobra para reduzir o irs. E possivelmente, este ano, não haverá. No entanto, como as autarquias também podem prescindir de parte da receita deste imposto a favor dos seu municipes, daqui por uns meses somos capazes de começar a ter boas novidades nesta matéria. E a dobrar!

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Espelho meu...Quem é mais vândalo que eu?

Apesar de aparentemente inofensivos os sinais de trânsito são um alvo frequente da fúria de uns quantos energúmenos que por aqui vão vivendo a sua vidinha inútil, miserável e à qual, para bem da sociedade, se recomenda que ponham urgentemente um fim. Triste de preferência.

Desta feita coube a um espelho, colocado num cruzamento da cidade, ser atacado. As causas do ataque são desconhecidas mas, calcula-se, que reflectiu uma imagem de que alguém não gostou. Oxalá tenha sete anos de azar. Ou até mesmo mais!

domingo, 21 de outubro de 2007

Diz que é uma espécie de racismo positivo

Diz-se, mas provavelmente será mentira, que os membros de uma minoria étnica fortemente implantada entre nós, apesar de conduzirem tão mal como os restantes portugueses, não pagam multas de trânsito. Ou raramente o fazem. Consta que haverá - coisa em que não acredito - alguma relutância em autuar esses cidadãos, que como todos sabemos são pessoas educadas, com boas maneiras e que irradiam simpatia, respeito pelos outros e pelas leis do país. No entanto, se por um infeliz acaso algum deles é detectado, com o seu Mercedes, BMW ou outro veiculo topo de gama, a cometer uma infracção e o agente não pode de todo em todo "fechar os olhos", o autuado é, ao que parece, de imediato informado, pelo próprio autuante, que deve dirigir-se à primeira assistente social que encontrar para que esta ateste a sua condição de pobreza por forma a que a multa seja considerada sem efeito. Diz-se, mas provavelmente será mentira. Até porque a ser verdadeira, esta situação de clara discriminação, há muito que teria merecido a denuncia de organizações como o SOS Racismo, do Bloco de esquerda e de outras associações de defesa das minorias.

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Lisboa profunda

A expressão “Alentejo profundo” utilizada quase sempre sem nexo, por ignorantes armados ao pingarelho, irrita-me solenemente. Aborrece-me, desagrada-me e é uma coisa que me chateia.

Mais uma vez, a propósito de um estudo recentemente divulgado e que associa a pobreza à desertificação, é dado o exemplo, em várias análises que se fizeram ao dito trabalho, de “S. Bento de Ana Loura freguesia do concelho de Estremoz, lá no Alentejo profundo...”.

Desconheço que unidade de medida é utilizada por estas bestas para medir a “profundidade” de um determinado local ou região do país, desconfio no entanto que, seja ela qual for, não está normalizada. Ou então nunca foi utilizada em zonas como o Bairro do Cabrinha, Musgueira, Chelas, Cova da Moura, Quinta do Mocho e outras lá para os lados da Lisboa profunda...

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

A mala

A expressão "Quem me dera a mala..." caiu, definitivamente, em desuso. Por aqui, pelos vistos, há quem não queira a mala e a abandone nos locais mais improváveis. Talvez à espera que alguém lhe deite a mão...

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Os blogs que ninguém lê

Ninguém lê blogs. Não. Os motivos são mais que muitos e todos válidos. Desde um comedido “Não costumo ver...”, um depreciativo “isso é coisa para quem não tem mais nada que fazer!” até ao arrogante “Não perco tempo com essas coisas!”, todos vão encontrando uma ou outra razão para desmentir os contadores que a generalidade dos bloggers tem instalado nos seus espaços na internet.No entanto muitos factos que são expostos na blogosfera quase de imediato são corrigidos. Vá lá saber-se porquê. É que ninguém lê blogs. Mas se calhar vêem os bonecos.

domingo, 14 de outubro de 2007

Fervor comercial

Nunca apreciei muito um certo fervor nacional que ciclicamente parece afectar os portugueses, nem os símbolos nacionais me fazem ir às lágrimas. Frases como "contra os canhões marchar..." não me dizem muito e não tenho dúvidas que perante qualquer coisa que disparasse faria uma apressada retirada estratégica.
Obviamente que os respeito e gosto de ver respeitados. Desagrada-me por isso vê-los associados à promoção de produtos ou espaços comerciais e que um símbolo colectivo seja usado em beneficio próprio e de interesses que não são os da comunidade que representa e neles se vê representada. Pior ainda quando usados da forma que esta imagem, captada hoje dia 14 de Outubro de 2006, demonstra. É que não me consta que seja dia de luto nacional.

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Transgressão

Se olharmos com atenção para a fotografia constatamos a existência de uma flagrante violação às normas de trânsito. A viatura branca, do lado esquerdo, está a virar para o centro da cidade sem sinalizar a manobra. Uma vergonha!

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Consumidor protegido

s consumidores portugueses estão cada vez mais atentos e fazem

Os consumidores portugueses estão cada vez mais exigentes e atentos, fazendo valer os seus direitos sempre que se sentem lesados. Há até mesmo quem, não sendo atendido da forma que lhe parece mais correcta, parta o equipamento do comerciante, destrua a mercadoria exposta, dê uma sova no empregado, um enxerto de porrada no patrão, distribua uns valentes tabefes pela restante clientela e, antes de sair, no uso dos seus direitos de cidadania, exiga o livro de reclamações.

É claro que o pacato consumidor pode sempre contar com o apoio da familia e das autoridades, caso o comerciante se arme em parvo e se lembre de recalcitrar.

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Rivalidades

alidade entre vizinhos, sejam pessoas, localidades ou inst

A rivalidade entre vizinhos, sejam pessoas, localidades ou instituições, sempre existiu e, a menos que surge uma significativa mudança no comportamento humano provocada pelas alterações climáticas ou qualquer outro problema da moda, continuará a existir enquanto o homem povoar o planeta.

Argumentarão alguns que essa rivalidade é salutar e mostra que as pessoas amam aquilo que é seu e valorizam-no aos olhos dos outros. Pode ser. No entanto o passado ensina-nos que esse sentimento nunca trouxe nada de bom.

Não faz por isso qualquer sentido que se fomentem estas rivalidades, principalmente quando os motivos para rivalizar são pouco mais que ridículos e não vão além da mercearia que fia mais que a outra, da tasca da esquina que tem os melhores coiratos dos arredores ou do campo de berlinde que tem os buracos mais fundos.

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Abaixo o irs

Numa iniciativa aparentemente simpática, alguns municípios tem vindo a reduzir a sua participação no irs, aliviando assim os contribuintes residentes na sua área de jurisdição de algumas dezenas ou, conforme os rendimentos ou o valor da redução, centenas de euros.

Esta medida não se deve ao facto de os cofres municipais estarem sem espaço para acomodarem mais notas nem, ao que se sabe, à situação financeira das autarquias ter evoluído de tal forma que exista um excedente de receita.

O argumento mais frequentemente utilizado é o do combate à desertificação e à necessidade de fixar população ou, até mesmo, chamar novos habitantes seduzidos com uma redução do imposto que pode chegar até ao cinco por cento.

A bondade desta medida não poderá ser constatada a curto prazo. Parece no entanto pouco provável que os jovens, terminados os estudos, se fixem na sua terra se esta em vez de emprego apenas tiver para lhes oferecer uma redução de impostos. Ou que um trabalhador, daqueles que pagam impostos, faça a sua opção profissional em função dessa variante.

Arrisco-me a prever que esta medida nos municípios onde for tomada, contribuirá para fazer retornar à sua terra, pelo menos em termos de morada oficial, muitos dos recém reformados que, em busca de melhores condições de vida ou, simplesmente, porque lhes apeteceu, a abandonaram enquanto jovens. O que até nem é necessariamente mau.

uma iniciativa aparentemente simpática alguns municípios tem v

domingo, 7 de outubro de 2007

Os não derramados

Alguns municípios anunciam como pretenso incentivo ao investimento privado, na área do seu território, a não cobrança do imposto municipal conhecido como derrama. É uma opção política legitima devidamente enquadrada em termos legais. No entanto seria bom que, em nome da transparência das decisões dos órgãos autárquicos, prestassem contas no ano seguinte do impacto que essa medida teve, não só nas finanças da autarquia mas também e principalmente da relação custo beneficio que daí resultou para as populações que os autarcas servem. Possivelmente seria pedir muito, mas também era bom sabermos quem, e quanto, é que deixou de pagar. PS (De post scriptum) - Não me estou a referir a nada nem a ninguém em particular e estas considerações são apenas feitas em termos gerais e abstractos.

sábado, 6 de outubro de 2007

O "atravessamento"

O "Brados do Alentejo" faz capa na sua última edição com um tema que, infelizmente, ainda não mereceu da parte das autoridades que superintendem estas coisas a atenção que merecia. O acesso à Fonte do Imperador. Já foram algumas as mortes e inúmeros os acidentes que ali ocorreram e a imagem que é publicada no jornal é bem elucidativa do perigo constante que quem ali mora enfrenta diariamente. Repare-se que, para obviar a exposição ao risco que representa ter quase colado à sua traseira um veiculo daquelas dimensões, o automobilista é obrigado a cometer uma transgressão.
(Foto de Bruno Calado Silva - Publicada no Jornal Brados do Alentejo e que pode ser vista aqui)
É inacreditável que num país onde se constroem rotundas nos locais mais inesperados não haja mais um bocadinho de défice para construir a porra de um cruzamento!

A separação

Durante alguns meses, mais propriamente desde a migração do Sapo para o Blogspot, que este blog teve um clone. Como medida de segurança fui fazendo uma espécie de backup aqui. No entanto, por razões que não vale a pena dissecar, de agora em diante os dois blogs vão separar-se. O outro vai adoptar o nome de KontraFactos & KontraFeitos, terá conteúdo próprio mas manterá o mesmo endereço. Apesar desta mudança representar trabalho a dobrar vou - é uma ameaça - tentar que ambos se mantenham regularmente actualizados. E desinteressantes como até aqui.

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Os cultos...Ou não!

Desde o seu inicio que este blogue tem vindo a publicar imagens da má educação e do elevado grau de estupidez de muitos estremocenses. Quase todas elas foram recolhidas num raio que não excede os cinquenta metros a contar da minha porta. O que quer dizer que os javardos moram por perto. No Bairro da Salsinha, Quinta das Oliveiras e Monte da Razão. Estes locais são habitados, maioritariamente, por pessoas de bem, pretensamente educadas e com um nivel social médio ou médio elevado. Apesar disso fazem às ruas da sua cidade o que as imagens, mais uma vez, demonstram. Possivelmente nem no Bairro das Quintinhas se encontrará tamanha javardice. O que não surpreende. A cultura cívica está ao mesmo nível.

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Uma questão de tamanho

Pela primeira vez em vinte anos a taxa de desemprego em Portugal é superior à verificada em Espanha. O que vem dar crédito à teoria que, para além dos preservativos, em Portugal há outras coisas maiores que as existentes do outro lado da fronteira.

E não só maiores, mas também melhores. Atente-se no caso em apreço, o desemprego. O nosso é bem melhor. Dura muito mais.

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Pasmaceira blogosferica

É opinião praticamente unânime que a blogosfera local atravessa uma das suas piores fases. Blogues sem interesse - como este - e ausência de temas fracturantes que suscitem polémicas levaram a este estado de pasmaceira. Apesar de uma ou outra "picada" não se vislumbra uma mudança da situação que nos ponha ao nível, em termos de debate e participação, de outros concelhos nossos vizinhos. Este post não é, obviamente, uma acusação a ninguém. É antes um assumir a quota-parte de responsabilidade de quem sempre deu preferência aos temas facturantes.

sábado, 29 de setembro de 2007

Um destes dias este blog separar-se-á em definitivo deste. Enquanto isso não acontece ao fim de semana as actualizações continuarão a ser publicadas apenas no nireblog. No post de hoje fala-se de condutores entradotes e das suas preocupações com o aquecimento da máquina.

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Entrada "encaixotada"

Não é fácil ao transeunte saber se foi a infraestrutura pública que invadiu a propriedade privada se, ao contrário, o logradouro foi "esticado" para o domínio público. Seja como for é mais uma das muitas aberrações urbanas com que diariamente tropeçamos em Portugal.

Abusivamente, claro, ainda nos dá para concluir que os responsáveis por estas coisas mantém uma relação inconciliável com a competência. Ou outra coisa qualquer que até pode estar relacionada com o post anterior.

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Ainda bem que alguns ficaram de fora...

A corrupção, ao que demonstram os últimos estudos promovidos por uma organização não governamental, tem aumentado em Portugal. Especialmente no que aos funcionários públicos diz respeito. Entre os países analisados Portugal ocupa o 28º lugar de uma longa lista de 180, ordenada a partir do menos corrupto que é, sem surpresa, a Alemanha. Nada mau portanto. Embora tenhamos descido dois lugares no ranking relativamente aos dados de um anterior estudo.

Refira-se a propósito que para a realização desta análise não foram incluídos políticos nem dirigentes desportivos. E ainda bem.

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Tenho direito a ter uma rua limpa!!!!!

Pode o Municipio fazer campanhas de sensibilização nos meios de comunicação social, ou distribuir folhetos apelando ao civismo, porque nada disso tem qualquer influencia no comportamento dos proprietários de canideos. Julgam-se num patamar superior na escala da evolução humana e nada os convence que os seus bichinhos não tem o direito de cagar na via pública.

Compreende-se que medidas punitivas poderão não ser populares, no entanto há que lembrar que quem não tem cão também vota...

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Devolução de cauções

A EDP é a primeira prestadora de serviços que, em cumprimento da lei, vai proceder à devolução das cauções aos seu utentes. Outras, nomeadamente as autarquias locais, lhe terão de seguir o exemplo. Desconhece-se ainda a forma como se vai processar o reembolso das importâncias em causa, no entanto, face ao seu reduzidíssimo valor manda o bom senso que, sempre que possível, o acerto seja feito através da factura relativa ao consumo. De recordar que as cauções não devolvidas reverterão a favor do Instituto do Consumidor.

domingo, 23 de setembro de 2007

A casa do proletário

Mais de trinta anos depois da edição deste autocolante a palavra de ordem nele contida permanece actual. Ou quase. É que se é verdade que já não existem proletários, substituidos com inegáveis vantagens pelos colaboradores, não é menos verdade que continua a ser uma chatice dispender uma parte cada vez mais significativa do salário para pagar a casa.
Este e muitos outros autocolantes do período revolucionário podem ser vistos no Tó Colante. Um excelente blog donde surripiei esta imagem.

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Tuga tecnológico

O verdadeiro tuga está sempre contactável e pronto para contactar alguém. Nem que seja para fazer a pergunta que mais se repete ao telemóvel. O clássico "onde estás?".

Tuga que se preze está sempre atento às últimas novidades deste ramo da tecnologia. Depois do telemóveis que tiram fotografias, filmam, fazem tostas ou servem para cortar as unhas, eis que surge o último grito da moda. O telemóvel à prova de água, com o qual pode fazer e receber chamadas enquanto dá um mergulho.

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

"Eles mentem muito. Nunca vi mentir tanto."

Convicto que a equipa que dirige não vai a lado nenhum, ainda menos à fase final da competição para a qual está a disputar a qualificação, o treinador, que não quer por nada ser despedido, pensa numa estratégia para se manter no cargo.

Na sequência de uma ideia luminosa acabadinha de surgir esmurra o primeiro jogador adversário que lhe surge por perto, alega que foi em defesa de uma minoria e no dia seguinte, frisando que não tem culpa, pede desculpa a toda gente.

Quando é conhecido o castigo aplicado pela uefa o treinador rejubila. O castigo são apenas quatro jogos de suspensão. Os que faltam disputar à sua equipa. Não pode estar no banco, nem lá perto. Maravilha. Assim ninguém o pode culpar da não qualificação. Nem despedir. Afinal não tem culpa.

Ganhar dinheiro

Ganhar dinheiro facilmente e sem sair de casa é o que nos prometem centenas de anúncios publicados diariamente nos mais variados jornais e revistas. Dobrar e meter circulares em envelopes parece ser, a acreditar no que se anuncia, uma actividade altamente rentável e com um largo pontencial de crescimento no nosso mercado. Só assim se compreende que se prometam lucros de 750, 1.000 ou mesmo 2.000 euros por semana!!!

A continuar assim, um destes dias, é coisa para ser mais lucrativa que o negócio das "massagens", do "relax" e de outros "divertimentos" cujos anúncios vão enchendo as páginas dos classificados.

Tanta oferta é sinal que a procura também será muita. O que nos pode levar a concluir que afinal há por aí muito dinheiro para gastar. Ou então que vivemos num país de tansos.

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Vandalismo útil

O vandalismo urbano manifesta-se de muitas formas. Graffitis, destruição de equipamentos públicos ou privados, riscos e inscrição de frases em paredes e muros. A maior parte das ocasiões sem qualquer sentido.

Não há no entanto, como é sabido, regra sem excepção. Embora num português vernáculo, o vândalo que por aqui passou teve espírito de serviço público e deixou-nos o aviso que os "WP" - seja lá isso o que for - não estão em condições normais de funcionamento. Ou pelo menos calcula-se que foi isso que a criatura nos quis transmitir.

domingo, 16 de setembro de 2007

Sinalização

Esta placa colocada no cruzamento junto ao Centro de Saúde, uma das saídas da cidade, fornece ao automobilista várias e úteis indicações. Nomeadamente o caminho a seguir para chegar à Praça de touros. Informação sem dúvida importante. No entanto quem, vindo da Avenida 9 de Abril, pretenda dirigir-se para Évora ou Lisboa e não conheça a cidade ou a região, não encontra qualquer informação quanto ao caminho a seguir...Um dos muitos exemplos, que se podem encontrar por esse país fora, bem demonstrativos da deficiente sinalização das nossas estradas e que está bem longe de acompanhar a qualidade das mesmas.

sábado, 15 de setembro de 2007

O empresário, o patrão e o bronco...

O post de hoje, como é hábito ao fim de semana, está em exclusivo no Kruzes Kanhoto do nireblog. Trata-se de uma pequena divagação sobre empresários, patrões, ignorantes e broncos. Tudo reunido num só. Fala-se ainda de impostos e da confusão que originam àqueles que os não pagam...

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Acasalar é preciso...

Cálculo que o autor da mensagem estivesse num estado de desespero total. Talvez até mesmo à beira da morte e necessitasse imperiosamente de deixar descendência. Só isso justifica o recurso a este método de publicidade agressiva. Ou então estava sem dinheiro para comprar o "Correio da Manhã" e dar uma (!!!) vista de olhos pelos classificados...

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Volta João Pinto. Estás perdoado.

Não. Este blog não vai dedicar nenhum post à pessoa que, inacreditavelmente, ainda detém o lugar de seleccionador nacional de futebol. Não vamos conspurcar este espaço com menções a quem tem como maior feito profissional ter tornado uma selecção medíocre como a Grécia em campeã europeia. Para nem lembrar todos os outros atributos da criatura e que são por demais evidentes para quem acompanha minimamente o fenómeno futebolistico.

É claro que não incluo neste grupo uma imensa legião de donas de casa desgrenhadas, "dondocas" pretensamente sofisticadas ou jovenzinhas deslumbradas por jogadores de aspecto efeminado, que descobriram em 2004 a sua paixão pelo futebol. Mesmo que nem desconfiem o que é um ponta de lança ou um trinco.

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Opções

Ciclicamente surgem na politica portuguesa, vindas dos mais variados quadrantes, ideias que, de uma forma complacente, podemos considerar verdadeiramente peregrinas.

Foi o que fizeram Paulo Portas e Francisco Louçã que vieram a público nos últimos dias pedir "compensações", "ajudas" e "apoios" do Estado para as familias endividadas e afectadas negativamente pelos sucessivos aumentos da taxa de juro do crédito à habitação e, de uma forma geral, do crédito ao consumo.

Apesar de algumas situações de menor desafogo financeiro que algumas famílias possam eventualmente estar a viver, não se parece justificar a adopção, por parte do Estado, de medidas paternalistas e cuja implementação daria uma imagem de ainda maior facilitismo e de irresponsabilidade perante a gestão financeira que cada um deve fazer da sua vida. Principalmente quando, apesar de todo o histerismo, os juros continuam historicamente baixos.

Numa altura em que não se vislumbram sinais de inversão da política restritiva e de fortes cortes orçamentais em sectores tão importantes como a saúde e a educação, não parece politicamente justificável, e ainda menos socialmente, que o próximo orçamento de Estado venha a disponibilizar recursos para apoiar pessoas que livremente fizeram opções de vida que, era fácil de adivinhar, não teriam condições de manter de uma forma sustentada. E todos conhecemos exemplos disso.

terça-feira, 11 de setembro de 2007

O génio da carripana

Cá por mim só desejo que o auto-proclamado génio e provável tuga agricultor, proprietário desta sucata ambulante, receba subsídios suficientes para comprar uma carripana nova. É que eu também estou a precisar de um carrito novo. Ou dois.

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Ainda o chumbo do IP2

Perante o chumbo da proposta de traçado da via de ligação entre a A6 e o IP2 surge, naturalmente, a questão. E agora? Qual vai ser a alternativa? Sim, porque de certeza vai haver alternativa.

A passagem do referido troço a poente da cidade parece irremediavelmente comprometida. Ainda que nova proposta vá nesse sentido, surgirão outros interesses, outras causas ou outros empatas (ou quem sabe os mesmos) a inviabilizar a sua concretização.

A construção deste troço a nascente também não se afigura viável. Para além de outras condicionantes, a localização do nó de Estremoz torna praticamente surreal a colocação de tal hipótese.

Perante este cenário poderá estar em equação que a ligação entre estas duas vias se faça no nó de Borba. Seriam mais uns quantos quilómetros mas, perante a necessidade de fazer a obra, não me surpreenderia tal decisão.

domingo, 9 de setembro de 2007

Números para que vos quero

Em tempo de férias procuro esquecer os números. Alguns são relativamente fáceis de olvidar. Outros nem por isso...

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Com amigos assim...

O comportamento dos "amigos" dos animais - possivelmente alguns dos que se sentem incomodados cada vez que publico fotos reveladoras da sua falta de civismo - não pára de surpreender. Segundo as associações de protecção e defesa dos animais, este Verão os portugueses estão a bater todos os recordes no que diz respeito ao abandono de animais de estimação. Apesar de anualmente se repetir esta situação, a actual conjuntura de dificuldades económicas que afecta muitas familias está a fazer disparar o número de abandonos.

É caso para perguntar: "Com amigos destes quem precisa de inimigos"?!

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Exaltações

O local de realização da Festa da Exaltação da Santa Cruz será, ou deveria sê-lo, um tema a equacionar num futuro muito próximo. Para além de ser altamente questionável a relação custo- beneficio para a cidade do encerramento de uma parte significativa do Rossio durante mais de duas semanas, a mudança do evento para o Parque de Feiras representaria para a organização uma assinalável poupança de recursos com a logistica associada ao acontecimento.

Basta, a título de exemplo, pensar quanto pouparia no aluguer do palco montado no recinto, ou, se assim o entendesse, os proveitos que obteria caso num ou mais espectáculos fosse cobrada entrada.

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Estremoz volta a perder

Ao que consta o secretário de estado terá emitido parecer desfavorável à proposta de traçado da variante do IP2. Mais uma vez Estremoz perde na secretaria após vários auto golos dos "defesas" da equipa da casa.

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Publicidade sócretina

O governo lançou uma campanha, no âmbito do programa "Novas Oportunidades", onde era prometido colocar à disposição dos formandos inscritos naquele programa, um computador portátil mediante o pagamento de cento e cinquenta euros. Visa-se com esta medida a massificação da utilização nas novas tecnologias, nomeadamente o acesso à internet de banda larga.

Deixando de lado os contornos menos publicitados desta intenção governativa, constata-se que largos meses decorridos sobre o seu anúncio apenas uma operadora disponibiliza a inscrição para a aquisição do equipamento e que nem um único computador foi ainda distribuido.

Excepcionando, obviamente, aqueles que o primeiro ministro ou outros membros do governo vão entregando, com pompa e circunstância, em cerimónias mais ou menos encenadas. Ainda assim nada nos garante que os formandos não sejam apenas figurantes, recrutados numa qualquer agência de publicidade, e que o computador não passe de um adereço ...

É que na operadora em causa - a TMN - ninguém tem a mais pálida idéia de quando é que terão portáteis para poder iniciar a sua distribuição!

sábado, 25 de agosto de 2007

Post de fim de semana

O post de fim de semana fala-nos sobre o estacionamento e outros negócios no Largo da República e, como quase sempre, é exclusivo do outro Kruzes Kanhoto.

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Eufémios...Odeio-vos!

Apesar do apelo e da promessa de não lhes chamar vadios, os deliquentes do tal movimento "eufémia" não apareceram para a jornada de luta visando a erradicação da pior espécie de silvado trangénico. Não obstante essa ausência a luta foi um êxito e o espaço apresenta agora este aspecto muito mais ecológico.

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Tão amigos que nós fomos...

Estávamos unidos, convictos da nossa vitória, apoiávamos as forças armadas, o mesmo governo e manifestávamo-nos juntos nos mesmos comicios populares. Tudo isso acabou. Ainda um dia nos encontraremos de novo. Talvez no PSD.

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Um dia o repuxo vem abaixo

Lisboa tem o conhecido e polémico pirilau, obra do escultor João Cutileiro, no Parque Eduardo VII, que muitos consideram uma das maiores aberrações da capital. Nada que se compare à beleza desta magnífica escultura natural que pode ser apreciada no Jardim Municipal de Estremoz.

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Os suspeitos do costume

Os sinais exteriores de riqueza dos funcionários públicos vão ser investigados. E bem. No entanto o conceito do que se consideram sinais de riqueza é que me parece pouco abrangente e, em minha opinião, devia-se ter ido mais longe.

Atendendo ao nivel de vencimentos auferidos na função pública, qualquer funcionário que seja avistado num supermercado com um carrinho repleto de compras, ou que ostente uma fatiota que se tope logo não ter sido comprada no mercado dos trapos, ou quando muito na Modalfa, devia ser denunciado de imediato e ser-lhe instaurado um processo para averiguar como é que conseguiu obter rendimentos que lhe permitam tamanha ostentação.

Por outro lado louve o bom senso do governo em deixar de fora deste pacote legislativo aqueles cidadãos que apesar de viverem dos subsídios do Estado e de não tem ocupação conhecida, fazem-se deslocar em viaturas topo de gama - ou lá perto - e depositam regularmente avultadas quantias, em numerário, nas suas contas. Mas ainda bem que não se foi por aí. São gente séria, honrada e portanto não há que suspeitar do seu estilo de vida recatado.

Os mesmos atributos tem também a rapaziada da politica pelo que, parece, esta legislação não se lhes aplica. Mas esses a malta já nem estranha.

sábado, 18 de agosto de 2007

Trangénicos há muitos...

Ontem, no Algarve, mesmo nas barbas da GNR e com cobertura televisiva, um bando de vadios arrasou um campo de milho, propriedade privada e fonte de rendimento de uma familia. No final de tão inusitado acto, em que estranhamente ninguém foi preso, as criaturas ainda tiveram direito a entrevista onde expuseram as suas razões para o acto de vandalismo que tinham acabado de cometer. Parece que o problema terá tido a ver com o facto de o dito vegetal, coitado, ser trangénico.

Tal como as silvas e toda a restante vegetação que circunda este monte no Alentejo. Tudo o que está à vista é trangénico e, por conseguinte, carece de ser arrancado urgentemente.

Deixo por isso o meu apelo aos "activistas" (prometo que nunca mais lhes chamo vadios e passo a tratá-los assim) do Movimento Verde Eufémia, ou doutro qualquer "Movimento" ou "Associação" que se preocupe com estas causas. Venham protestar e manifestar a vossa indignação para estes lados. Trangénico, mais trangénico que este matagal garanto-vos que não há!

Ah! E como ter um monte no Alentejo fica sempre bem a qualquer familia, podem dizer aos vossos papás que a propriedade está à venda.

Perguntas irrelevantes do dia

Perante um caso com contornos claramente racistas e xenófobos como o ocorrido em Abrantes, qual será a posição do SOS Racismo e dos intelectuais da esquerda caviar e urbano depressivos sempre prontos a defender tudo o que lhes pareça ser uma "minoria étnica"? E, já agora, o que pensarão disto o PNR e uns quantos rapazes desprovidos de cabelo que apregoam ter armas em casa para defender os portugueses? E as televisões?! Andam entretidas pelos Algarves ou consideram que portugueses a serem perseguidos por marginais de "minorias étnicas" não é noticia?

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Avaria do nireblog

Começo a perder a paciência com o nireblog. Quase uma semana depois continuam por resolver os problemas técnicos que tem impedido o acesso ao Kruzes. Foi por uma situação parecida que me mudei do sapo e se a coisa não for resolvida depressa vou procurar outra morada!

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Minorias pouco éticas

Enquanto pelo Algarve se continuam a esbanjar recursos em busca de uma criança estrangeira supostamente desaparecida (abandonada pelos pais em casa, recorde-se), noutro local do país uma família portuguesa teve de fugir de casa e ausentar-se para parte incerta porque as autoridades policiais não lhes garantem segurança face a ameaças de que estão a ser vitimas por parte de um "grupo de minoria étnica", como eufemisticamente o site Portugal Diário chama ao bando de ciganos que pretende matar a familia em causa. São estas situações que nos levam a pensar que os portugueses apenas servem para pagar os impostos que vão garantido uma vida faustosa aos políticos nacionais. Quando precisamos que o Estado garanta algo de tão básico como a nossa segurança constatamos que os estrangeiros e as "minoria étnicas" estão primeiro.
Criar um blogue é fácil, mante-lo é que é uma chatice. Este deve ser mais um dos que nem á meia dúzia de posts chegaram...

A pitos

Um senhor com fama de flatulento tenta desesperadamente mudar a cor ao apito. Para tal apresentam-se provas concludentes e definitivas, curiosamente recolhidas por anónimos, que incriminam até às orelhas outros protagonistas.
Não obstante tudo o que o coitado terá de fazer para manter uma perfomance minimamente razoável junto das criaturas da noite que, uma após outra, lhe vão servindo de companhia, esperemos que viva o suficiente para poder desmascarar toda a corrupção que gira em volta dos citados instrumentos de sopro.

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Só com uma moca...

Quem continua activo são os canitos mais os respectivos donos e donas, como se comprova por esta foto obtida hoje no relvado em frente ao Convento das Maltezas, onde está instalado o espaço internet e o Centro de Ciência Viva de Estremoz. Um bom cartão de visita para quem procura estes locais. São os javardos, e também as javardas, que por aí passeiam os seus amores de quatro patas no seu melhor.

De baixa

Já lá vão dois dias que o nireblog.com está em baixo. Era tempo da avaria estar reparada, digo eu. Enquanto isso não acontece as novidades vão ficando apenas por aqui.

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Dúvidas não fundamentadas

Muitos foram os blogues portugueses que publicaram inúmeros posts acerca do desaparecimento de Maddie McCan. Quase todos colocavam o rapto como única explicação para o infeliz acontecimento e muitos chegaram mesmo a suplicar aos supostos raptores que a devolvessem sã e salva à sua família.
Neste espaço tal matéria nunca mereceu qualquer referência. Até porque a minha opinião sobre o assunto, para além de irrelevante, nunca podia ser fundamentada. Excepto num ponto. Quem é que ia ser tão estúpido, mas tão estúpido, que mantivesse em seu poder alguém com um sinal indisfarçável num olho?! Daqui por cinco, dez ou cinquenta anos o sinal continuaria lá e, em qualquer aparição pública, a pessoa seria identificada. Tudo indica que dentro de poucos dias se vai conhecer o desfecho do caso e esclarecidas muitas das incertezas que ainda povoam as mentes dos que fizeram deste trágico e lamentável desaparecimento um assunto de topo na actualidade nacional. Antes que isso aconteça quero - também tenho esse direito - mandar o meu bitaite. Vão ver a Maddie ficou esquecida em Inglaterra. Assim tipo "Sózinho em casa".

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

O lado errado da lei

Consta que uns quantos presos se evadiram de uma prisão do norte do país. Contudo até ao momento ainda não foi divulgada nenhuma fotografia dos fugitivos. Será que a lei portuguesa não o permite?! Se assim for o que é que a mesma lei visa proteger?! Aos cidadãos honestos e cumpridores não é certamente.

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Desígnios insondáveis

Quase todos que se dedicam a estas coisas da blogosfera gostam que os seus blogues tenham muitas visitas. Também é interessante saber porque vêm, ao que vêm, donde vêm e como cá chegam.

Relativamente a alguns confesso que me intrigam os seus desígnios, nem encontro explicações para o seu comportamento dentro deste espaço. Algum propósito certamente haverá mas, sinceramente, não esperava este tipo de atitude.

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

O mercado não é para todos

Manda o senso comum que a intervenção do Estado na economia seja minima. Sempre que os poderes instituidos o fazem, regra geral, fazem-no mal.

O exemplo supremo é o arrendamento urbano. Décadas de intervenção estatal reduziram-no à condição de praticamente moribundo, levaram à degradação dos centros urbanos das cidades, a rendas praticamente incomportáveis para quem quer hoje alugar uma casa e forçaram a generalidade das novas gerações à aquisição de habitação própria, com todas as consequências que daí decorrem. A maior parte delas negativas, diga-se.

Não satisfeitos os políticos continuam a insistir na mesma via. Assiste-se a um intervencionismo central, regional e autárquico nas regras de mercado cujas consequências não são difíceis de adivinhar.

No entanto esta concorrência com os privados não se faz num sector. A banca. Recorde-se que a Caixa Geral de Depósitos é detida a cem por cento pelo Estado, o que, apesar disso, não faz com que tenha à disposição dos clientes serviços mais baratos, juros mais baixos ou depósitos melhor remunerados.

Será que tal como o mercado, também a própria intervenção no mesmo tem os seus limites? Possivelmente sim. E os limites são muito mais curtos quando se trata de banqueiros...

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Volta a Portugal

A caravana da Volta a Portugal em Bicicleta acaba de passar por Estremoz. Estas são as primeiras (e também as últimas) imagens do acontecimento.

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Convidados

Já dizia a minha avó que a casamentos e baptizados só vão os convidados.

O que ela não sabia, morreu antes disso, é que mais tarde havia de aparecer a internet e, com ela, haviam de surgir os blogs.

E, para ir a alguns blogs também é preciso ser convidado. O que até nem me parece mal. Embora, como dizia o outro **, um blog sem leitores não passa de um acto de masturbação intelectual. São gostos. E esses não se discutem.

** "O outro" neste caso não é uma figura de estilo. Ele sabe do que eu estou a falar...

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

A malta entende-se...

Cada deputado da República vai ter direito a um(a) "assistente individual". Seja lá isso o que for. A medida, que contou com a aprovação do PS e PSD e a abstenção do BE, consta de uma alteração ao estatuto dos deputados e parece que vai ser aplicada gradualmente. Embora ainda se desconheça em que áreas o individuo/a dará assistência aos atarefados deputados, fica desde já claro que a malta da politica sabe ultrapassar divergências e alcançar consensos quando se trata de resolver questões fundamentais. É até mesmo caso para dizer que é muito mais forte aquilo que os une que aquilo que os separa.

quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Teorias desconcertantes

As companhias de seguros tiveram em 2006, mais uma vez, lucros fabulosos. Parece que até que foram os maiores de sempre. Não obstante já nos vieram avisar que há uma necessidade premente de aumentar o preço dos seguros que nós, portugueses, subscrevemos.

Cá por mim confesso-me divido. Por um lado gosto do conceito de lucro, até me parece uma coisa interessante, não me agrada é que seja à minha custa. Por outro lado também aprecio a idéia de seguro, faz-me sentir confortável. É algo que me apraz.

O que me desagrada de todo é esse pequeno pormenor do aumento do preço. Dizem eles que é por causa da alta sinistralidade e da opção de muitos portugueses em fazer um seguro de saúde. Ou seja a culpa é nossa. Nada a que não estejamos habituados. Depois de um obscuro ministro afirmar que a culpa do preço da electricidade aumentar era dos consumidores, por que não há-de a culpa do aumento do prémio do seguro ser dos segurados?!

segunda-feira, 30 de julho de 2007

Especulações

Nos últimos dias de cada mês a estação de correios de Estremoz enche-se de cidadãos de etnia cigana. Diz que entram com um vale de correio e saiem com a carteira recheada de notas. Cá para mim, que não alinho em especulações pouco abonatórias quanto à pouca propensão que esses cidadãos demonstram para trabalhar, perfiro pensar que vão receber o reembolso do iva relativo aos seus negócios.

sábado, 28 de julho de 2007

Estamos em tempo de férias. Mas também de pinturas. E é disso que trata o post de hoje que, como acontece aos fins de semana, é um exclusivo da versão Kruzes Kanhoto no nireblog.

terça-feira, 24 de julho de 2007

Xuning

O tuning é a arte de modificar o carro, torná-lo mais seguro, mais bonito, diferente do original e único. O tuning é aplicável a praticamente todos os componentes de um carro: jantes, pneus, suspensão, motor, interior, carroçaria, sistema de escape ou instalação áudio.

Neste exemplar, um Ford escort já com muitos anos, a coisa está com um aspecto mais a atirar para o xunga...

segunda-feira, 23 de julho de 2007

Levitações questionáveis

Que esperar de um país onde parte significativa da sua população acredita que uma senhora vestida de branco pairou sobre uma azinheira? E pior, acredita sem questionar o que levaria uma senhora de branco a fazê-lo precisamente naquele sitio ermo onde não havia nada para fazer.

sábado, 21 de julho de 2007

O post de fim de semana é um exclusivo do Kruzes Kanhoto no nireblog

Kruzes ecológico

Numa iniciativa tanto quanto sabemos inédita a nível nacional, uma autarquia da região centro do país vai distribuir compostores domésticos pelos seus municipes. Pretende assim reduzir significativamente a deposição de resíduos em aterro e diminuir desta forma os actuais custos com a recolha do lixo.

A compostagem doméstica é um processo através do qual materiais exclusivamente orgânicos, nomeadamente restos alimentares ou desperdícios de jardim, são transformados num composto fertilizante orgânico através da acção de microorganismos, micróbios, fungos e pequenos animais. Trata-se de um processo simples, que requer apenas um recipiente apropriado e a acção do tempo.

Sem dúvida um exemplo a seguir por outras autarquias que se preocupem com estas questões e que facilmente poderá ser posto em prática em todas as habitações que disponham de um pequeno quintal ou jardim.

quinta-feira, 19 de julho de 2007

Garrafões aos molhos

Apesar da separação do lixo doméstico e sua posterior deposição no eco-ponto ser já um hábito adquirido para um número muito significativo de pessoas, ainda há quem não o faça. Ou, como a imagem demonstra, deixe o "serviço" a meio. Apesar de todas as campanhas de informação e sensibilização é infelizmente comum encontrarem-se este tipo de embalagens junto aos contentores, o que revela um manifesto comodismo da parte de quem o faz.

O procedimento correcto podia até constituir uma terapia anti-stress totalmente gratuita.

Siga os seguintes passos:

- Olhe o garrafão olhos na rolha e imagine a cara do seu chefe, patrão, sogra, vizinho do lado ou outra besta qualquer;

- Aperte, como se fosse o pescoço do imaginado, até esmagar completamente ou, se preferir, salte-lhe em cima aos pés juntos;

- Finalmente, leve-o até ao eco-ponto mais próximo e faça-o desaparecer da sua vida.

segunda-feira, 16 de julho de 2007

O Maluco

(Estação de Entrecampos - Lisboa)
Quem?! O Santana?! Hum...Não estou a ver quem é. Deve ser alguém que anda por aí...

domingo, 15 de julho de 2007

Compincha e Caramelo

Costa, o compincha de Pinto de Sousa, acaba de ser eleito Presidente da Câmara de Lisboa. Nada de surpresas, portanto. Agora surpreendente, mas mesmo surpreendente é andarem por aí uns caramelos a ufanarem-se de na Câmara passar a existir uma ampla maioria de esquerda.

Não sei que merdas é que eles andam a fumar nem que canais de televisão sintonizam, mas as projecções disponíveis parecem apontar para a eleição, em dezassete possiveis, de dois vereadores pelo Partido Comunista e um pelo Bloco de Esquerda...

quinta-feira, 12 de julho de 2007

Quando o calor aperta

Quando o calor aperta nada como ir à praia fluvial - já que o mar está longe - levar a prancha e os amigos, partilharmos todos o mesmo espaço, quer à beira quer dentro de água, fazendo cócó e xixi por aqui e por ali...Isso sim é que é vida!

quarta-feira, 11 de julho de 2007

Portugueses precisam-se

Os dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística relativos à natalidade em Portugal são alarmantes. Apesar de não constituirem surpresa, trata-se de um fenómeno que salta à vista principalmente na nossa região, espera-se que estes números façam reflectir todos os que tem responsabilidades governativas naquilo que é verdadeiramente importante. As pessoas.

É certo que a baixissima taxa de nascimentos é um problema comum às sociedades ocidentais e mais desenvolvidas, para o qual não existem soluções milagrosas. No entanto, e para começar, poder-se-ia deixar de penalizar as famílias em termos fiscais, em particular as que tem mais que um filho, tal como acontece presentemente em Portugal.

segunda-feira, 9 de julho de 2007

sábado, 7 de julho de 2007

Impactos há muitos

O traçado da variante do IP2 a Estremoz foi chumbado pela Comissão de Impacte Ambiental. Parece que em causa estarão umas quantas árvores que seriam abatidas pela construção da via e que, no entender da referida comissão e de mais uns quantos ambientalistas, deverão ser preservadas.

Infelizmente já estamos habituados a que este estudos valorizem sempre florzinhas que não interessam a ninguém, ratos, lagartixas ou outros animaizinhos que todos gostamos de ver longe de nós e das nossas casas. As pessoas essas, são, invariavelmente, esquecidas nestes estudos. Pelo menos a esmagadora maioria.

Este tipo de estudos teriam alguma credibilidade junto da opinião pública se neles fosse feito o comparativo entre o projectado e o actualmente existente. Não o fazendo, parece-me licito concluir que para essa gente um sobreiro ou uma oliveira valem mais que as vidas diariamente postas em perigo pela passagem do trânsito pela via actualmente existente. Que, recorde-se, atravessa a cidade praticamente a meio e é contígua ao Centro de saúde e a três escolas!

Ainda há não muito tempo um Presidente de Câmara incitava os habitantes do seu concelho a correr à pedrada funcionários do Ministério do Ambiente que, em sua opinião, obstaculizavam o desenvolvimento da sua terra. Este não será caso para tanto, até porque ainda se corre o risco de as pedras serem de alguma espécie protegida.

sexta-feira, 6 de julho de 2007

Flexisegurança

Muito se tem falado nos últimos tempos de flexisegurança. Diz que é um conceito inovador e todo modernaço que, e aqui reside a dificuldade do comum dos mortais em assimilar a bondade da coisa, vai facilitar os despedimentos contribuindo por isso para baixar o desemprego. Confuso? Bom a coisa vai funcionar mais ou menos assim: Quando a secretária boazona engordar uns quilitos, alterando por isso os pressupostos em que foi contratada, o patrão terá a flexibilidade da lei do seu lado e poderá despedi-la. Por seu turno a secretária boazona, que entretanto deixou de o ser, com a miséria que receberá de subsídio de desemprego vai seguramente emagrecer e recuperar rápidamente a(s) boa(s) forma(s). Em consequência desta genial medida, garantem os experts destas coisas, em cerca de quinze dias encontrará um novo emprego. Não necessariamente como secretária boazona porque, acrescentam os mesmos espertos, ao longo da vida irá mudar-se vinte ou trinta vezes de emprego.

Habituem-se!

quarta-feira, 4 de julho de 2007

O bufo


O bufo real é a ave de rapina nocturna de maior porte em todo o mundo, podendo atingir 1,70 metros de envergadura. Existe em Portugal e está actualmente em vias de extinção devido à perseguição humana. Escrevíamos assim em 29 de Outubro de 2005 na primeira versão do Kruzes Kanhoto.
Nessa altura estava longe de imaginar que os exemplares desta espécie, cada vez mais protegida, se iriam multiplicar desmesuradamente e que o seu habitat se tornasse tão diversificado. Hoje estão por todo o lado e, embora muita vezes não os consigamos identificar, sabemos que eles estão sempre por perto. Apesar de, eventualmente, em algumas circunstâncias poderem apresentar um aspecto cordial e afável não tenhamos ilusões, são uns seres execráveis relativamente aos quais há que manter uma distância segura. Ou seremos comidos que nem passarinhos.

terça-feira, 3 de julho de 2007

Prioridades nos países desenvolvidos e nos outros

Tal como acontece noutros países europeus, também o governo espanhol prepara medidas para combater a baixa natalidade. Nesse sentido serão brevemente aprovadas várias medidas de apoio às famílias que decidam ter filhos ou adoptar crianças, nomeadamente através da concessão de um subsídio no valor de 2.500 euros.

Por cá a questão da diminuição de população jovem, em função do baixíssimo número de nascimentos, não está na ordem do dia. As prioridades são outras e parecem ir em sentido diametralmente oposto. Se atentarmos nas noticias que quase diariamente vem a lume relativamente à saúde e na continuada diminuição daquilo a que chamam privilégios nesta área - como se o direito ao acesso a serviços de saúde com o mínimo de condições fosse um privilégio - parece podermos concluir sem grande esforço qual o objectivo de quem está instalado no poder em Lisboa.

sexta-feira, 29 de junho de 2007

Como alegrar o dia

Sugestão na outra morada do Kruzes Kanhoto

São uns brincalhões estes economistas

Um economista salientava hoje, aos microfones de uma rádio, a necessidade imperiosa de criar nos portugueses hábitos de poupança, nomeadamente para precaver num futuro mais ou menos próximo a diminuição dos montantes das reformas. Dava como exemplo que qualquer português podia investir num PPR o equivalente a um café por dia. Excelente ideia! Assim quando me reformar sempre posso beberricar mais um cafézinho por dia.

Nota editorial

Para satisfação dos três leitores atentos e indiferença dos restantes este blog vai continuar a publicar conteúdos de carácter irónico e jocoso.

quarta-feira, 27 de junho de 2007

Custos vs proveitos

A cada dia surgem novos estudos "técnicos" acerca dos mais diversos assuntos e, invariavelmente, as conclusões apontam sempre no mesmo sentido. Diminuir custos, encerrar (seja o que for) ou despedir pessoas.
Não consta que até hoje tenha sido elaborado algum estudo que analise a produtividade dos politicos, a eficácia das suas decisões ou, até mesmo, os custos das instituições que dão emprego a toda uma vastíssima classe política. E tal estudo não foi feito porque, neste caso, não se trata de custos mas sim de proveitos, dirão alguns. Próprios, acrescento eu.

segunda-feira, 25 de junho de 2007

O querido lider

Há quem aponte Rui Rio, actual Presidente da Câmara do Porto, como futuro lider do PSD e, eventualmente até, face a uma previsivel derrota do PS nas próximas legislativas, como o futuro primeiro ministro cá do rectângulo. No entanto as coisas na capital do norte não correm pelo melhor e os anti-corpos começam a surgir de todo o lado. Um exemplo é este blog, inteiramente dedicado ao "Querido lider".

sexta-feira, 22 de junho de 2007

A horta dentro da cidade

Não é um privilégio de todos ter uma horta dentro da cidade. Mas também não é qualquer um que tem o privilégio de morar numa cidade onde ainda existem hortas.

Alcaidespesistas

Realizaram-se recentemente eleições autárquicas em Espanha e os novos autarcas, acabadinhos de chegar ao poder, já começaram a tomar medidas. E, como seria de esperar, sobre coisas importantes. Nomeadamente o seu vencimento.

O recém eleito alcaide de Torrelodones, localidade nos arredores de Madrid com menos de 20 mil habitantes, resolveu, como primeira medida, dar a si próprio um aumento de 38%, tornado-se assim um dos mais bem pagos politicos espanhóis, auferindo mais mil euros anuais que o primeiro ministro Zapatero.

Mas a generosidade do alcaide não se fica por aqui. Nomeou um Chefe de gabinete, um responsável de relações externas, um responsável de imprensa, uma coordenadora adjunta de imprensa, um assessor de meio ambiente e urbanismo, um chefe de protocolo e um director de policia. O Ayuntamiento terá com estes nomeados um encargo anual de 311.800 euros por ano, segundo denuncia a oposição local.

Fonte "El País"

Também em http://kruzeskanhoto.nireblog.com

terça-feira, 19 de junho de 2007

Sinalética tuga

Na instituição bancária onde este "aviso" está afixado não podem entrar animais e não é permitido filmar ou fotografar. O que se compreende. Agora o que não se compreende é que os motards também não possam entrar...