quarta-feira, 30 de maio de 2007

Vandalismos

Chamam-lhes graffitis, arte urbana ou "forma de expressão de uma certa juventude incompreendida". Para mim não passa de vandalismo sobre bens públicos ou privados, por parte de marginais que não tem o minimo respeito por nada nem ninguém e que nem sequer deviam fazer parte da nossa sociedade. Nem eles nem a puta que os pariu.

terça-feira, 29 de maio de 2007

Importa-se de repetir?

Em entrevista ao "Correio da Manhã" Carmona Rodrigues ex-Presidente, eleito nas listas do PSD, e agora candidato independente à Câmara de Lisboa elucida-nos, acerca das pessoas que trabalham na condição de avençados no Municipio lisboeta, que "Estava tudo preparado para abrir concurso para se admitirem essas pessoas, que ficariam numa situação nova que lhes garantia melhor protecção."

A desfaçatez, impunidade, o compadrio e a falta de vergonha chegou ao ponto de se anunciar publicamente, antes de um concurso público, a quem se destinam as vagas!!!!!!!

O que vale é que é só em Lisboa.

Estamos a ficar exigentes...

Pois. Mas hoje não há.

sábado, 26 de maio de 2007

Novos negócios

Mas que tipo de produtos se poderão adquirir neste estabelecimento?! Será um novo ramo de negócio? Seja como for só temos de nos congratular por ser em tamanho mini...

sexta-feira, 25 de maio de 2007

O circo chegou à cidade...

E como sempre prometem-se atracções nunca vistas. Gosto particularmente do pormenor dos tubarões estarem vivos...O que faz toda a diferença!

quinta-feira, 24 de maio de 2007

Linux portátil

A Dell anunciou que vai brevemente lançar no mercado computadores com o sistema operativo linux pré-instalado, por pouco mais de 450 euros. O sistema escolhido foi o Ubuntu 7.04 e a oferta abrange igualmente os portáteis.

Burocracias

Na sequência das orientações emanadas do Ministério das Finanças, com o intuito de proceder ao levantamento dos dados estatísticos relativos à adesão à greve anunciada para o próximo dia 30, alguns serviços públicos terão já elaborado um mapa que identifique os funcionários que aderirem à paralisação. Segundo o blog O Jumento este será o modelo que as altas instâncias de uma Direcção-Geral se deram ao trabalho de inventar. Não se sabe ao certo que outra finalidade será dada à informação recolhida, mas suspeita-se que lá para o final do ano quando já não houver verba para o papel higiénico, poderá ser muito útil para limpar o cu...

quarta-feira, 23 de maio de 2007

Lá se vai o exclusivo...

Porque em alguns locais há dificuldade em aceder aos blogs alojados no nireblog, como é o caso da outra versão do Kruzes Kanhoto, a pedido de vários leitores (no caso só um, mas isso também não interessa nada...) aqui fica o conteúdo do post de Sábado passado.
Não será um dos mais difíceis exercícios de futurologia pensar que a Ota vai ser mais uma daquelas tragédias financeiras a que infelizmente estamos habituados. Nem tão pouco haverá quem tenha grandes dúvidas que os do costume vão ganhar e muito com a sua construção. Mas também não vale a pena começar já a agoirar tragédias maiores...

Piadas de cortar o pio

Os portugueses gostam de anedotas. Alentejanos, malucos, padres, o clube adversário, paneleiros, sogras, politicos e ciganos são o alvo preferido de piadas de mais ou menos gosto. Ultimamente o protagonismo nesta matéria tem pertencido ao nosso primeiro. Coisa que, aparentemente, não o tem incomodado por aí além. O que revela afinal que o homem até é capaz de ter sentido de humor. Algo que outros, bem menos importantes que o primeiro, não têm. Fazem-me lembrar aquela malta mal apessoada de lençol enrolado na cabeça que por causa de meia dúzia de caricaturas manhosas, deu largas ao seu mau génio e desatou a fazer estragos pelo mundo fora. Rir ainda não paga imposto e, dizem, é o melhor remédio. Cá por mim vou continuar a fazê-lo até que me cortem o pio. Mas antes cortarem isso que outra coisa que me faça mais falta.

terça-feira, 22 de maio de 2007

A imparcialidade jornalística tem destas coisas

Numa estação de rádio portuguesa noticiava-se ontem que “...o governo de Israel pondera assassinar o primeiro-ministro da Palestina...” e mais à frente na continuação da mesma noticia “...uma mulher israelita morreu hoje em consequência do disparo de um míssil de fabrico artesanal lançado de território palestiniano...”.

Ficamos assim a saber que o governo de Israel “assassina”. Será fácil concluir que deve ser formado por assassinos...Enquanto do outro lado se vai lançando uma espécie de fogo de artificio para animar a coisa e que, por um azar do caraças, acertou numa gaja que não tinha nada de estar a ocupar o pedaço de território onde tinha os pés.

Com jornalistas destes é fácil perceber o mundo que nos rodeia.

Pergunta irrelevante do dia

Havendo, como é insistentemente propalado, funcionários públicos em excesso, porque razão continuam diariamente a ser contratadas pessoas para a função pública? Não acredita?! É só dar uma olhadela pelo Diário da República!

quinta-feira, 17 de maio de 2007

Prazeres

Apertava-o entre os dedos e vagarosamente levava-o à boca. Adivinhava-se a satisfação com que o chupava até fazê-lo desaparecer. Os restos do seu prazer esses lançava-os no ar partilhando-os com quem estava por perto. No caso eu. Que na ocasião degustava um bolo adulterado pela nuvem de fumo em que estava envolvido e que, talvez por isso, se fragmentou em milhares de pequenas partículas que se alojaram no intervalo dos meus dentes desalinhados. Algum tempo depois muitas delas, voaram na direcção inversa ao sentido do fumo e, se é certo que a pontaria ainda não está completamente afinada e algumas passaram ao lado do alvo, garanto que um número apreciável atingiu plenamente o objectivo. São pequenos prazeres e cada um goza conforme pode...

quarta-feira, 16 de maio de 2007

Preso por ter cão...

Foi hoje noticia em todo o mundo a detenção por umas horas de José Mourinho. O homem terá ficado indignado por a policia inglesa pretender pôr de quarentena a sua cadela em virtude do bicharoco não ter, supostamente, as vacinas necessárias. É que por lá não se brinca com estas coisas e, ao contrário de outros países onde qualquer engenheiro badalhoco chega a primeiro ministro, as normas são levadas a sério e as leis são para cumprir independentemente de quem for o presumivel prevaricador. Por cá tal situação seria impensável. Basta ver os cães que por aí se passeiam sem trela nem açaimo, perante a passividade das autoridades, para se perceber que o cumprimento de algumas leis é uma verdadeira miragem.

terça-feira, 15 de maio de 2007

Ameaça islâmica

Um apresentador da televisão palestiniana, afirmou que o "Andaluz", actual Península Ibérica, vai voltar um dia a estar sob o poder islâmico.

O dito animal refere que o domínio islâmico, através da vontade de Allah, promove o bem, o amor e a justiça. Acrescenta ainda ao rol de imbecilidades que judeus e cristãos «nunca tiveram uma vida» como a que experimentaram na época em que estavam sob influência islâmica.

Se por causa de umas reles caricaturas aquela maralha se insurgiu nas ruas queimando tudo o que lhe cheirasse a ocidente, imagine-se o que aconteceria se estas palavras fossem ditas na Europa acerca da reconquista de territórios árabes que já foram dominados pelos cristãos...

Claro que por cá as coisas são diferentes e não vai acontecer nada disso. Nós somos pessoas civilizadas.

Reutilizar é preciso

A par da reciclagem, a reutilização dos materiais é uma componente essencial para a defesa do meio ambiente. Ao reutilizarmos equipamentos e materiais, em vez de os deitarmos no lixo, estamos a contribuir para a poupança de recursos financeiros e ambientais e, com um pouco de imaginação, pode-se sempre dar um toque de originalidade a um qualquer recanto. Seja em nossa casa ou na cidade...
(Postagem original em http://kruzeskanhoto.nireblog.com)

segunda-feira, 14 de maio de 2007

A tragédia vista pelas crianças

Sócrates faz uma visita a uma escola primária, ou do primeiro ciclo do ensino básico como agora se chamam, e entra numa sala de aula mesmo no meio de uma discussão sobre significado das palavras. A professora pergunta ao primeiro ministro se ele gostaria de continuar o tema com a discussão da palavra tragédia. Ele aceita e pede à turma que lhe dê um exemplo de tragédia. Um garoto levanta-se e diz: - Se o meu melhor amigo estivesse a brincar na rua e um carro o atropelasse, isto seria uma tragédia! - Não - diz Sócrates - isso seria um ACIDENTE. Uma garotinha levanta a mão. - Se um autocarro com cinquenta pessoas - pergunta ela - cai numa ribanceira e morre toda a gente seria uma tragédia? - Também não - explica o suposto engenheiro - Neste caso seria uma GRANDE PERDA. A sala fica em silêncio. Nenhum voluntário. Sócrates pergunta olhando para a turma: - Não há ninguém aqui que me possa dar um exemplo de tragédia? Finalmente, lá no fundo da sala, um garotinho levanta a mão. Com uma voz tranquila, ele diz: - Se um avião, levando o senhor e todos os seus ministros, fosse atingido por um míssil, matando todos os ocupantes, isto seria uma tragédia! - Fantástico! - exclama Sócrates - Correcto! E és capaz de me dizer por que seria uma tragédia? - Bem, - diz o garoto - porque não seria um acidente e também não seria uma grande perda!

domingo, 13 de maio de 2007

Vamos à bola...de binóculos!

Os campos de futebol construídos na região durante os anos 80 e 90 possuem quase todos um espaço entre o rectângulo de jogo e as bancadas (quando existem) na ordem dos quinze a vinte metros - em alguns casos até mesmo mais - e que seria, supostamente, destinado a pista de atletismo. É claro que tal pista nunca foi construída, nem se justificará a sua construção, e, por causa disso, os espectadores assistem a uma distância considerável aos jogos de futebol, o que retira muita da emoção que está associada a este espectáculo. Seria bom que, numa altura em que se perspectivam intervenções nestes equipamentos, nomeadamente a implantação de pisos sintéticos, fossem também modificadas as estruturas dos espaços, por forma a reaproximar jogadores e público e a melhorar as condições em que os poucos que ainda vão ao futebol assistem aos jogos.

sexta-feira, 11 de maio de 2007

Interior abandonado

Somos um país com profundas assimetrias regionais. E a tendência é de se acentuarem ainda mais em consequência das socráticas políticas de desinvestimento e abandono à sua sorte das populações residentes no interior, de onde o estado, irresponsavelmente, se vai retirando.

Segundo dados recentemente divulgados, 6% do território continental - situado na faixa litoral - concentra 50% do seu poder de compra, 45% da população, 47% das empresas, 70% da facturação empresarial, 73% dos impostos do Estado e 78% do crédito bancário.

E no futuro, como será? Um concelho como Estremoz que nos anos sessenta tinha mais de 25.000 habitantes, tem hoje pouco mais de 15.000. Até tenho receio de pensar quantos ainda cá vão viver daqui a 40 anos...Ou mesmo se, nessa altura, haverá razão para continuar a existir enquanto cidade e concelho.

Fantasmas

Poucos são os que, assumidamente, acreditam em fantasmas. Mas lá que eles existem não subsiste qualquer dúvida e, ao que parece, alguns até desempenham funções que podemos qualificar como...fantasmagóricas.

quinta-feira, 10 de maio de 2007

Merda de passeio

Portugal mudou muito nas últimas décadas e nem sempre para melhor. Antes os portugueses passeavam os filhos, hoje passeiam os cães. O resultado é o que se vê. Um país de merda.

quarta-feira, 9 de maio de 2007

Coisas para as quais não há paciência

Não há paciência para aturar os directos de todas as televisões acerca do desaparecimento da miúda inglesa Madeleine McCann. Sem nada de novo para noticiar, os desgraçados dos jornalistas repetem-se até à exaustão procurando ter um motivo (só um que seja!) para dizerem mais do que três palavras sobre o caso.

Entretanto as fontes deste blog, muito mal informadas e como sempre sem a mínima credibilidade, garantem-nos que os cães utilizados nas buscas não serão os mais apropriados para o efeito. Terão feito o treino de inglês técnico na independente...Atoardas, digo-vos eu.

terça-feira, 8 de maio de 2007

Pinto no poder...

Enquanto a generalidade dos comentadores e outras mentes brilhantes deliram com a governação de Pinto de Sousa os outros cidadãos, aqueles que não tem capacidade intelectual para perceber a genialidade das políticas adoptadas pelo governo, vão sentindo os seus efeitos na carteira. Segundo os últimos indicadores, hoje divulgados, o poder de compra dos portugueses sofreu em 2006 a maior quebra dos últimos 22 anos. É mais um extraordinário feito conseguido por Pinto de Sousa e que contribuirá para melhorar a economia. Ou pelo menos será disso que nos vai tentar convencer o séquito do costume.

quinta-feira, 3 de maio de 2007

Pormenores

Diz-se por vezes em tom de brincadeira que eles "andem" aí. Nunca ninguém os viu e não há certezas sobre a sua existência. Camuflados, dissimulados, escondidos nos locais mais improváveis tem passado despercebidos a todos. Até hoje. Postagem original em http://kruzeskanhoto.nireblog.com

terça-feira, 1 de maio de 2007

Olhó estacionamento da moda!

Palavras para quê? Agora só falta encontrar um automóvel estacionado na relva da rotunda dos combatentes... Fica o desafio.