domingo, 15 de março de 2015

Não vendo!


O sector imobiliário foi o mais afectado pela crise. Devido ao crescimento desmesurado durante anos a fio, era inevitável que se verificasse um ajustamento. Acredito que, um dia destes, possa começar a recuperar mas nada nesta actividade voltará a ser o que já foi. E ainda bem.

Vai havendo, contudo, um ou outro sinal de retoma. Veja-se, por exemplo, o caso deste prédio situado no centro de uma capital de distrito. A procura deve ser tanta que o proprietário se viu forçado a avisar publicamente que não está disposto a vende-lo. Ele lá sabe.

6 comentários:

  1. Tudo tem um preço. Ainda não lhe devem é ter oferecido a quantia que ele quer pelo solar. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às tantas é uma questão de valor sentimental...

      Eliminar
  2. Por aqui então...é letreiros - vende-se ou arrenda-se - por tudo que é casa, solar, solarão ou cubata...que até mete medo ao susto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mal geral. Mas um destes é que nunca tinha visto!

      Eliminar
  3. Poderá é ser forçado a vender, mesmo não querendo, com os aumentos do imposto sobre imóveis...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, pois. O IMI deve ser uma conta calada!

      Eliminar