domingo, 1 de maio de 2011

Perguntas parvas

Na inauguração da escola secundária de Vila Viçosa o ainda primeiro-ministro, referindo-se ao líder do PSD, dizia mais ou menos isto: “Se não gostam do investimento do Estado na educação, então que digam onde é que devemos investir”. Significa isto que José Sócrates ainda não percebeu a alhada em que nos meteu. Nem ele, nem os que o rodeiam e que abanam servilmente a cabeça a cada tonteria do chefe. 
A resposta à questão suscitada pelo alegado engenheiro é, obviamente, não dispomos de recursos para investir em coisa nenhuma. Qualquer bom pai de família – coisa que os nossos dirigentes políticos não aparentam ser – sabe que nos momentos de aperto, em que o dinheiro escasseia, as prioridades não podem ser gastar o que não se tem à custa de endividar ainda mais o país. Isso é o que fará qualquer vigarista.

1 comentário:

  1. estamos no reino dos vigaristas "onde vale tudo"!

    ResponderEliminar