terça-feira, 11 de novembro de 2008

Ostentações de merda

Bairro da Salsinha à porta de quem não tem cão
Bairro da Salsinha junto ao infantário "Os Fofinhos"
Monte da Razão junto ao lar da Cerciestremoz

No último número de um dos jornais cá da terra, no caso o “Ecos”, são entrevistados vários cidadãos que têm em comum o facto de serem donos de cães. Instados a pronunciarem-se sobre o que fazem aos dejectos dos respectivos animais de estimação quando os levam a passear, todos garantem que os recolhem com um saco plástico e os depositam no lixo. Obviamente que, quanto aos cidadãos em causa, não tenho a mais pequena razão para duvidar que assim procedam. Diria mesmo que deles nem esperaria outra coisa.

Pena que o seu exemplo não seja seguido por outros habitantes, nomeadamente pelos moradores dos bairros da Salsinha, Quinta das Oliveiras ou Monte da Razão. Mesmo não querendo generalizar - as generalizações são sempre perigosas - muitos dos que por aqui moram não têm igual cuidado com os seus animais. A prática corrente é soltá-los ou conduzi-los pela trela, para que estes façam as necessidades fisiológicas longe das suas casas ou quintais, preferencialmente à porta ou até mesmo no quintal dos outros, sem qualquer preocupação pela limpeza das ruas nem com a saúde de quem por ali circula.

Muitos dos que tem estas atitudes são pessoas com instrução acima da média, algumas com responsabilidade nas áreas da formação e da educação de crianças, pelo que este tipo de comportamento lhes fica ainda pior. Gostava de acreditar no contrário mas, infelizmente, não creio que os exemplos oportunamente divulgados venham a ter eco junto de gente que ostenta tudo menos consciência cívica.

2 comentários:

  1. Que GRANDE e BELA galeria fotográfica JASUS!

    ResponderEliminar
  2. Metam-lhas nas caixas de correio!!!

    ResponderEliminar