terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Indignaçãozinha

A quadra que atravessamos não é especialmente propícia a indignações. Ainda assim estou indignado. Mas relativamente menos do que me indignaria numa qualquer outra época do ano.

Hoje, ao final do dia, de regresso a casa, cruzei-me com um cão de raça perigosa. Não percebo grande coisa de marcas de cães mas acho que se tratava de um rotweiler. Passeava-se completamente sozinho pela rua sem que os donos, uma pacata – fica sempre bem usar esta expressão - e normalíssima família, se encontrassem pelas imediações. É verdade que o animal não me ligou nenhuma. Creio até que manifestou um profundo desprezo pela minha presença. Mas, ainda assim, não gostei nada deste encontro.

Com um animal deste género não pode nunca existir qualquer tipo de descuido. São frequentes os casos de ataques de cães destas raças a pessoas, quase sempre causados por distracções que, não raramente, se revelam fatais.

Podia ainda questionar o que motiva uma normalíssima e pacata família a ter um bicho destes em casa. Mas não me apetece. É Natal e afinal a minha indignação não está em patamares assim tão elevados.

4 comentários:

  1. Eu apesar de gostar muito de animais, confesso ter receio quando vejo um cão á solta.
    As raças não são perigosas, mas os donos sim, e é isso que eu temo, pois não sei como foi educado o animal :/

    Um feliz Natal

    ResponderEliminar
  2. Feliz Natal e um ano de 2009 cheio de vida e espírito positivo.

    www.elvascidadeviva.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Olha que a tua indignação é boa para os dias que hoje correm. Esse rotweiler merecia virar-se contra os donos e começar a tratá-los abaixo de cão.

    abç

    ResponderEliminar
  4. deve ser o cao do porrrrco

    ResponderEliminar