quinta-feira, 28 de agosto de 2008

O perigo que vem do céu

Gosto de passarinhos. De avezinhas, se preferirem. Especialmente fritos. Agora o que não gosto é que me caguem em cima. E não se julgue que a probabilidade de um desses animais alados aliviarem a tripa no exacto momento em que o incauto transeunte circula na perpendicular do cú do pássaro não passa de uma hipótese remota pouco menos que negligenciável.

Veja-se o caso do Tribunal ou da entrada da Câmara. Qualquer destes locais, apesar de no segundo terem sido colocados picos no sentido de impedir que os bicharocos pousem ou construam o ninho, está infestado de passarada que caga todo o edifício. Quem tem necessidade de se deslocar a qualquer destas duas instituições públicas só por sorte não leva com uma descarga intestinal de um dos muitos passarões que por ali esvoaçam.

Podem alguns achar que “temos de proteger as espécies”, que “é muito bonito e as criancinhas ficam muito tristinhas se derrubarmos os ninhos” ou outras baboseiras do género. Até pode ser. No entanto é também uma javardice, prejudica a saúde e danifica os edifícios. Não perceber isso não é defender as ditas avezinhas. É apenas fazer com que muitos as odeiem.

2 comentários:

  1. BOm dia!!!
    Concordo contigo, quando passo ali na zona do Bulhão, estou sempre com receio de levar com uma cagadela em cima.
    Para já tenho tido sorte.
    Mas o chão mete nojo pisar de tanta porcaria que tem.


    jinhos

    ResponderEliminar
  2. ruadosenforcados.blogspot.com12:31 da tarde

    Será que não existem outras formas mais pacificas de resolver esse tipo de problemas??

    enforcadinho

    ResponderEliminar