terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Trinta e cinco azarados... e muitos mais otários!

Afinal, contrariando as previsões mais pessimistas, os automóveis do fisco foram mesmo entregues. Todos. E não consta que nenhum dos trinta e cinco contemplados tenha, ao contrário do que por aí se profetizava, visto a sua vida arruinada pelos encargos exorbitantes que, segundo os muitos especialistas na matéria, teria de enfrentar só por ter o azar de lhe sair o carrinho.
Já quanto aos números divulgados pela Autoridade Tributária, seja das facturas emitidas com NIF ou da cobrança de IVA, considero-os um verdadeiro fracasso. A esmagadora maioria dos contribuintes continuam a não exigir factura das suas despesas. Nem, sequer, daquelas que lhes permitem pagar menos IRS. Por outro lado, são mais que muitos os comerciantes que continuam a manter uma relação pouco estreita com a honestidade. Daí achar que os valores agora anunciados deveriam ser, em muito, superiores aos alcançados e dos quais alarvemente a AT tanto se ufana.
Tenho alguma expectativa acerca do comportamento de todos os que blasfemam contra isto de pedir factura. É que com as novas regras do IRS, só quem gostar muito, mas mesmo muito, de pagar impostos é que vai dispensar a facturazinha. Ou então quem for parvo. 

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado pela visita e pelo comentário!

      Eliminar
  2. Subscrevo porque faço parte dos que não são parvos, mas esperar pelo carrão...estás louco...pena é não saber a quem saiu e sobretudo a que partido pertencem...ó yéeeeeeee

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os últimos que soube eram dois jovens que não pareciam muito interessados em politica. A miúda é estudante universitária e ganhou com a factura das propinas.

      Eliminar