quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Engordar gulosos...

Se o Natal é quando o homem quiser, as festas tendo como público alvo os eleitores mais idosos são sempre que dêem jeito aos autarcas. Muitas e espalhadas ao correr do calendário, não vão os velhinhos esquecerem-se de quem os passeia, diverte e paga comezainas. Tudo, evidentemente, à conta dos que pagam impostos.
Embora o interesse público destes acontecimentos apenas possa ser justificado com base em interpretações mirabolantes da lei e de nula consistência com o rigor a que deve presidir toda a despesa pública, a verdade é que, com a chegada de Dezembro, multiplicam-se, de norte a sul, os eventos destinados à chamada terceira idade. Pior. Já não chega empanturrá-los de comida. Agora há que agasalha-los. Como é o caso de uma Câmara do norte do país que resolveu esturrar quase vinte e dois mil euros – com iva rondará os vinte sete mil - em casacos corta-vento para oferecer aos idosos que participem no "Natal do idoso" promovido pela dita autarquia. Deve ser por causa das correntes de ar...

4 comentários:

  1. Na volta não foi nada para os velhinhos, mas para os bolsos velhinhos dos autarcas. Já nada me espanta!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que tudo foi parar ao sitio certo...

      Eliminar
  2. Olha se a moda pega! é um escoar de artigos "monos" que vai dinamizar a economia local. Sugiro também gorros!
    Eh! Eh! Eh!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luvas, cachecóis e, já agora, uma caixinha de viagra...

      Eliminar