domingo, 8 de junho de 2014

Uma chatice isso de pedir factura e dar dinheiro a esses malandros...

Quando ouço, ou leio, alguém a lamentar-se dos impostos elevados que somos obrigados a pagar e, logo a seguir, menosprezar - e mesmo criticar - quem exige a factura nos serviços de restauração, constitui motivo para, de imediato, lhe reconhecer um elevado grau de indigência mental. O beneficio fiscal atribuído por pedir factura com NIF é, de facto, muito limitado. Ainda assim não dá trabalho nenhum a obter ou se paga mais por isso. Nem, sequer, é preciso guardar os papeis.
Para mim, que ainda continuo a ter a noção do valor do dinheiro, um euro é um euro. Duzentos escudos, para os mais desatentos. Foi assim que no ano passado, à conta da minha insistência em pedir factura, paguei menos nove euros e noventa e três cêntimos de IRS. Quase dois contos, portanto. Isto apesar de, confesso com alguma vergonha, apenas ter começado a exigir – literalmente, em alguns sítios – a facturazinha apenas na parte final do ano.

8 comentários:

  1. Pedir factura, sempre.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mai nada!

      Boa semana também para si.

      Eliminar
  2. tenho de concordar com este ponto de vista. :) boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parto do principio que se posso pagar menos não existe razão nenhuma para pagar mais...

      Boa semana!

      Eliminar
  3. Vou a Portugal este mês.
    E não me estou a ver a andar constantemente a pedir facturas.
    Vão chatear o Camões!
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  4. Para quem vive bem noutras paragens, bem que pode "cagar" nas facturas em Portugal. Eu não vivo muito bem apesar de estar melhor aqui do que em Portugal, mas se estivesse em Portugal, como estive em Fevereiro/Março, e uma vez que não custa nada, pediria facturas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A quem está fora e não paga impostos em Portugal a factura é coisa que importa pouco. Nada, mesmo.

      Eliminar