quarta-feira, 18 de junho de 2014

Temos homem! Ai temos, temos.

António Costa proclamou ontem que o país não está condenado à austeridade. Há, garante o próximo primeiro ministro, outra via. Aumentar a riqueza. Não sei como é que até agora, tantos e tantos bitaites mandados ao ar sobre a melhor maneira de sair da crise, ainda ninguém se tinha lembrado disso. Lembrou-se ele. Que é, para o caso, o que importa.
Assim de repente não sei ao certo – pior, nem ao incerto – o que significa, no contexto de solução para o actual estado de coisas, isso de aumentar a riqueza. Não sei nem me interessa muito. Mas gosto. Bastante, até. Posso afiançar que estou quase, quase, convencido que a ideia – repito, seja lá o que for que ela represente – está prestes a tornar-me num indefectível apoiante do homem. Essa coisa de me aumentar a riqueza está mesmo a entusiasmar-me, o que é que querem...

10 comentários:

  1. Aumentar a riqueza não passa, certamente, pela redução de salários/aposentações, pelo aumento do desemprego. Bem pelo contrário.
    Isto sou eu a dizer coisas. Esta minha mania, das duas uma, ou me leva à desgraça mental ou a ... São Bento.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, claro...por isso é que fiquei tão excitado com a noticia. Mas eu excito-me com coisa pouca, reconheço.

      Eliminar
  2. Parece que o Rui Rio aumentou a riqueza. O PS não gostou...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O PS só gosta de aumentar a divida!

      Eliminar
  3. Pois parece não fui só eu quem deu por esta grande descoberta de Costa... mas ficamos muito contentes com esta coisa que um dia ele nos vai ensinar como se faz... pena que não seja já

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por mim estou ansioso por ver o Costa a aumentar a minha riqueza...Alguém a há-de pagar, mas com isso preocupo-me depois!

      Eliminar
  4. eliminar a trupe nojenta que está no poleiro....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podemos, até, fazer melhor. Elimina-se a que lá está e a que se prepara para ir para lá. Dois coelhos de uma só cajadada, portanto.

      Eliminar
  5. Ele só não falou de que riqueza se trata,,,já que "a nossa" é muito vasta e deve ser apenas e tão só dos filiados no seu partido, porque o resto irá comer as sobras.

    Com o aumento de tanto turismo por Lisboa, não percebo como é que as contas da câmara que gere aumenta em vez de diminuir.

    Ai KK são todos inimigos, belos pregadores, zangam-se e agridem-se...mas depois vão todos almoçar, jantar à nossa custa numa bela cavaqueira.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este gajo - o Costa - descobriu a pólvora...E o espantoso é as pessoas - até as aparentemente normais - acreditam nisso!

      Eliminar