quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Arte urbana. Um "Miró", quase.


Abstenho-me de especular acerca dos malabarismos que terão sido necessários para fazer com que o canito arreasse o calhau em cima do pilarete. Prefiro, antes, realçar a imaginação do artista javardola. Artista, reitero, porque pôr o cão a cagar em locais improváveis pode constituir uma nova tendência de arte urbana e, quiçá, revelar-se como um factor de atracção turística. Fica a sugestão. 

9 comentários:

  1. Gargalhadas pá:):):):):) e subscrevo:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vá lá que naquele sitio ninguém a pisa!

      Eliminar
  2. Malabarismo mental de quem faz isso. Dá mau resultado mas, os anormais não querem saber.

    Já agora, sugiro algum cuidado ao falar em "Miró". A confusão já é tanta... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vão vir charters de turistas para ver o Miró...E podem aproveitar para ver estas imitações!

      Eliminar
  3. AHAHAHAHAHAHAHAHAH!!!

    "arte urbana" .... divinal!

    (não consigo parar de rir, bolas... bom dia para si também, nem imagina o bem que fizeram estas gargalhadas!... ._)))))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto por aqui há tanta bosta de cão que dá para rir o ano inteiro!

      Eliminar
  4. Muita merda há por essas bandas, porra!.............

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ò Kruzes Kanhoto
      Fartei-me de rir.
      Palavra,não dava umas gargalhadas assim faz tempo
      O esperto do canito...ou do dono
      Será que o jeko foi ensinado a ir á sanita?
      Precisou de ginástica para arriar o calhau ali em cima
      Bolas...

      Eliminar